Mineração no Serro: Áurea Carolina aciona MPF e MPE para apuração de irregularidades em projeto de mineraçã

O Serro corre perigo! Protocolei, junto com os deputados estaduais Andréia de Jesus, Beatriz Cerqueira, Leninha, André Quintão e Jean Freire, a vereadora de Serro/MG, Karine Santos, e os deputados federais, Rogério Correia e Padre João, uma representação aos Ministérios Públicos Federal e Estadual solicitando que sejam apuradas irregularidades no Projeto Serro, sobre a expansão das atividades minerárias no município.

A ação é baseada nas avaliações de especialistas que concluíram que a exploração proposta pela mineradora será em áreas de preservação ambiental permanente e, por isso, pode ocasionar danos ao sistema hídrico da região, impactando o lençol freático e, consequentemente, os Rio do Peixe, o Córrego Siqueira e o Ribeirão do Lucas. Essas análises também apontam para as tentativas de manipular as informações sobre o empreendimento, com objetivo de ocultar os possíveis riscos aos patrimônios ambiental, histórico e cultural do Serro. Por isso, consideramos urgente que o MPF e o MPE investiguem o projeto.

É fundamental que seja analisada a denúncia de violação dos direitos das comunidades quilombolas, que serão diretamente afetadas, de serem consultadas sobre a realização do empreendimento em seus territórios, conforme prevê recomendação da Convenção 169 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), ratificada pelo Brasil.

Conhecemos os riscos da mineração predatória. Queremos evitar que o destino de Serro seja como o de tantos outros municípios do nosso estado que se tornaram totalmente dependentes das atividades minerárias e convivem com a destruição do meio ambiente, dos modos de vida e das práticas e saberes tradicionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *