Áurea Carolina pede informações sobre a indicação de Arthur Weintraub para cargo milionário na OEA

Assim como o irmão Abraham, Arthur Weintraub é chegado em bravatas. Mas nós não estamos aqui para brincar com o futuro do país e a forma como outras nações nos enxergam. Eu e o deputado Rogério Correia protocolamos nesta terça-feira um requerimento de informação a Jorge Oliveira, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, sobre a indicação de Arthur, assessor especial de Bolsonaro, para um cargo com salário milionário na OEA (Organização dos Estados Americanos). ⠀

Queremos que o desgoverno explique os argumentos que sustentam o desejo de indicar duas pessoas da mesma família para organismos internacionais e se esse movimento tem como objetivo atender Olavo de Carvalho, guru do desgoverno. No documento, também indagamos sobre a relação de Arthur com o Gabinete do Ódio, um grupo de servidores nomeados por Bolsonaro e conhecidos por espalhar fake news diretamente do Palácio do Planalto. ⠀

Abraham, o ex-pior-ministro da Educação da história deste país até agora, foi indicado para o Banco Mundial e, caso assuma o cargo, deverá receber R$115 mil por mês. O posto que pode ser de Arthur tem salário aproximado de R$200 mil mensais.⠀

É um escárnio e preocupante o papel que o Brasil pode assumir caso as indicações de extremistas da extrema direita, como Arthur, se confirmem. Corremos o risco de perder ainda mais a credibilidade com outras nações por conta das benfeitorias que Bolsonaro tem feito aos amigos e aos familiares dos amigos.

Imagem em destaque: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *